Perfect World

Olá de novo pessoas !

Bem, como eu prometi eu irei postar sobre o MMORPG Perfect World, espero que depois de souberem como é, vocês baixem e joguem !

A origem de Perfect World é passada de geração em geração, numa tradição milenar. Em meio a uma imensidão turbulenta vivia Pan Gu, o deus que contrariou ao próprio destino e criou o universo com um golpe de seu poderoso machado. No lugar em que seu machado partiu a realidade, nasceram o céu e a terra. Com seu corpo, Pan Gu sustentou o céu, temendo que ele caísse sobre a terra e o Caos voltasse a tomar conta de tudo. Por mais de 18 mil anos, o grande deus protegeu sua criação. E, pouco a pouco, nascida do corpo do próprio Deus-criador, a vida terrestre primordial surgiu.

De sua respiração nasceu o vento e sua voz originou o trovão. Seu olho direito é a lua, seu olho esquerdo o sol. Seu sangue formou os rios, seu corpo as montanhas, sua barba é agora o mar de estrelas, sua pele deu origem à vegetação. Os minerais são seus ossos, seu suor é a chuva. E, em meio a tudo isso, das pequenas criaturas de seu corpo, surgiram os primeiros seres vivos pelo mundo.

O mundo de Perfect World é imenso e repleto de paisagens incríveis prontas para serem descobertas. O melhor de tudo é que estas paisagens são contínuas, e você não encontrará portais de transição entre uma área e outra. Você poderá ver o ambiente mudando ao seu redor pouco a pouco.

No jogo, seus mascotes não são apenas “bonitinhos” ou “fofinhos”; eles são muito úteis! Você poderá treinar seus bichinhos e até mesmo usá-los como montaria para se locomover mais rapidamente pelo mundo de Perfect World. Você poderá montar ursos, em dinossauros e até mesmo em dragões!

Uma das possibilidades mais incríveis de Perfect World é a capacidade de voar dos personagens. Seja com asas, seja com montarias especiais, você poderá explorar os céus do mundo de Pan Gu, além de desvendar os mistérios de castelos perdidos nas nuvens. Se você tiver optado por ser um Alado, poderá voar já no primeiro instante de jogo. Para outras raças, você deverá esperar até o nível 30 para vencer as alturas.

Ao atingir o nível 30, você poderá cumprir uma missão que lhe dará a capacidade de voar. Os Selvagens recebem montarias, os Humanos recebem espadas e itens, os Alados e os Abissais recebem asas ainda mais poderosas, enquanto os Guardiões recebem pipas. Existem diferentes montarias, cada uma com suas próprias características.

 

Os Alados são descendentes das antigas divindades de Pan Gu. Conforme as lendas que correm o mundo, estes seres foram concebidos pela união destas entidades com donzelas mortais. Suas principais características são basicamente idênticas às dos humanos, com exceção das longas asas em suas costas e de sua elevada aptidão mágica. Para manter o menor contato possível com a civilização humana, os Alados aproveitaram sua capacidade natural de voar para erguer suas cidades em lugares inalcançáveis. Mantiveram o controle de seus domínios por milhares de anos, quase completamente reclusos nas montanhas ou em suas magníficas metrópoles flutuantes.

Os guerreiros desta espécie nunca baixaram a guarda, mesmo após as centenas de anos aproveitando a prosperidade de suas cidades, no período que antecedeu a invasão dos Sem-Almas. Os Arqueiros e os Sacerdotes, as duas classes principais dos Alados, formam a linha de frente de suas defesas.

Com uma precisão capaz de causar inveja a qualquer caçador da superfície, os Arqueiros Alados provaram no decorrer das batalhas que realmente são descendentes dos deuses. A mira infalível e a capacidade de voar os transformam em formidáveis máquinas de guerra. Os Sacerdotes Alados também mostram sua eficácia, tratando dos feridos com magias especiais para poupar-lhes o sofrimento, curar seus ferimentos e amaldiçoar seus inimigos.

Os Humanos representam a raça mais versátil de Perfect World. Eles sobreviveram ao Grande Dilúvio e são perfeitamente adaptáveis a qualquer tipo de ambiente. Determinados e criativos, conseguiram expandir seus domínios e impor sua vontade sobre os demais habitantes, dando origem aos cinco maiores impérios do planeta.

Muitos acreditam que os Humanos nunca serão fisicamente tão poderosos como os Selvagens nem terão tanto domínio mágico quanto os Alados, mas eles já provaram que podem compensar isso unindo o melhor dos dois mundos. Assim, alguns humanos exibem com orgulho seu potencial mágico e sempre estão em busca de mais conhecimento, para se tornarem poderosos Magos, mestres dos elementos. Enquanto outros se dedicam às diferentes técnicas de combate corpo-a-corpo e são versados nas artes da guerra, se mostrando ótimos estrategistas e corajosos Guerreiros.

Os Humanos valorizam a honra, o dever e o respeito às tradições. Alguns são motivados pela sede de aventura e uma insaciável curiosidade que os leva a explorar os recantos mais distantes de Pan Gu. Outros são motivados pelo desejo de fama e fortuna ou pela busca por mais poder. Seja qual for a motivação, os heróis desta raça estão sempre em movimento, explorando regiões em busca de tesouros desconhecidos, aventurando-se com grupos de amigos ou batalhando contra as infindáveis hordas dos Sem-Almas.

As lendas bárbaras do norte do continente proclamam que os únicos capazes de acabar de uma vez por todas com o exército de Sem-Almas são os Selvagens. Sua origem ainda é envolta em mistérios, porém muitos afirmam que, no passado, Pan Gu, em sua infinita sabedoria, proporcionou a capacidade de pensar a todas as criaturas. Um pequeno grupo de feras, ao obter esta benção, desenvolveu seus talentos até ganhar a consciência necessária para criar uma sociedade única. Assim teriam nascido os Selvagens.

Para proteger a raça e garantir a independência futura, os filhotes machos são escolhidos e treinados no combate. Depois de anos de intenso treinamento, os jovens são considerados Bárbaros, guerreiros que aproveitam sua força descomunal para, esmagar seus adversários. Manter-se na carreira militar até o final dos tempos é um grande orgulho e um desejo comum entre estes combatentes.

As fêmeas canalizam sua selvageria de forma diferente, mas não devem em nada aos Bárbaros. Por possuírem um contato melhor com a natureza, elas passaram a controlar a misteriosa arte da invocação, dominando animais para ajudá-las, e para dominar a arte dos venenos e encantamentos. As histórias sobre suas capacidades logo se espalharam e lhes garantiram o título de Feiticeiras.

Estes habitantes das profundezas do oceano passaram muitos anos protegendo os territórios submersos de Pan Gu. Com o despertar do maligno Senhor dos Mares, estes valorosos guerreiros finalmente vieram à superfície para pedir ajuda às demais raças para enfrentar esta poderosa ameaça.

Foi então que identificaram a aflição de seus irmãos terrestres. Os Abissais chegaram em busca de auxílio, no entanto, encontraram a mesma situação na superfície. O exército dos Sem-Almas atacava a população com a mesma crueldade com que atacaram seu povo no fundo do mar. Com boa parte de sua raça exterminada e sua antiga capital dominada por criaturas das trevas, os Abissais se aliaram às raças da superfície e retornaram à batalha, ainda mais determinados em acabar com seus inimigos.

As outras raças se espantaram ao presenciar os combatentes Abissais. Lutando com um espírito indomável, eles se atiraram contra as falanges inimigas, determinados a vingar seus entes queridos. Enquanto os Mercenários mesclavam furtividade com mortíferos ataques críticos, os Espiritualistas usavam o poder das almas para aumentar o poder dos companheiros ou revidar ataques contra seus inimigos.

Os Guardiões são quase tão antigos quanto o próprio mundo. Esta raça viveu por milhares de anos nas entranhas do planeta, se preparando de corpo e alma para o dia em que as catástrofes relatadas pela Profecia do Fim do Mundo atingissem Pan Gu. Quando a calamidade chegou aos reinos da superfície, os seres desta raça emergiram do centro da terra para proteger a existência contra a destruição total.

Dotados de poderes Arcanos e uma habilidade Mística surpreendente, os Guardiões foram escolhidos pelo próprio deus Pan Gu para obter a dádiva do terceiro olho, responsável por garantir-lhes o dom da clarividência. Este presente divino proporcionou uma visão aterrorizadora do futuro.

Os guerreiros desta raça utilizam as forças elementais da natureza para enfrentar seus inimigos. Seus Místicos podem invocar poderosas criaturas para lutar em seu lugar no campo de batalha enquanto realizam a função de suporte para os companheiros. Já os Arcanos, vão na linha de frente do exército, convocando energias elementais para utilizar com maestria suas espadas encantadas.

Ai ai,pode ser muita coisa para ler, mais é muito bom esse MMORPG. Eu adorei o jogo e também adorei a história, espero que gostem tanto quanto eu \o/, se vocês gostarem, avise nos comentários que também irá baixar/jogar, para eu poder informar os nomes dos meus chars (personagens) com os quais eu jogo,ok ? É só isso por hoje !! Ah e votem na enquete ok ? Até o/

4 Respostas para “Perfect World

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s